jump to navigation

“…like a raptor, a falcon…” setembro 28, 2006

Posted by Felipe "Dero" in You and Me.
trackback

A certo tempo, ao meio de tantas descobertas, eu vi a história do meu passado, não exatamente o meu, mas de pessoas queridas e próximas a mim. Eu pela primeira vez, ao ver um filme, tive a verdadeira sensação de estar realmente mal, de se sentir mal, por ter a verdade jogada na cara, “Like a Killing-Spree”. Uns dizem que eu gosto de sofrer, outros compreendem, mas, ao optar uma vida com pouco sonho e mais realidade, somos obrigados a nos entregar de corpo, alma e principalmente, coração, para a dor, ao sofrimento. A sensação da dor, da verdadeira dor, ao ver imagens que te fazem sofrer é como o primeiro orgasmo, como o primeiro beijo, como o primeiro amor, você sente pela primeira vez o sangue correr em seu corpo, você ve sua mente de forma com que você sofra. Isso tudo, ao ver simples imagens, imagens que são retratos de seu passado, presente e quem sabe até futuro.
Hoje, eu senti algo novo, sinceramente, não esperava e não estava preparado psicológicamente para um golpe desse. Alguém já se perguntou, O que realmente significa o amor? ou até melhor, A que ponto o amor pode chegar?. Hoje, eu me machuquei, mas abri minha mente novamente para pensar o por que de estar fugindo da minha vida, por que de estar sendo o que não sou entre outras coisas, de que adianta ser feliz, bom, alegre, palhaço, idiota e popular enquanto você tranca, esconde, sufoca sua mente e faz sofrer mais e mais e mais. Tem horas que é melhor dar um basta, mas quando nós caimos na real, por algum motivo indiferente, você fica travado, chocado, procura refúgio, mas só encontra você mesmo.
O amor pode machucar, mais do que a maioria das pessoas do século 21 pensam, mas sim, pode levar a insanidade, a dor continua e entre tantos outras dores, a pior nesse ramo, ‘ o afastamento forçado ‘, para que não venham perguntas do tipo Você tá tendo problemas com a sua namorada? e coisas mais banais que isso, não, não estou.
Para finalizar até aqui, ao amar, ao sofrer, haja como um falcão que está aprendendo a voar, mas tenha cuidado com seus passos, na hora de tentar voar, pode cair, e quanto mais alto, maior será a queda.

Para aqueles, que se motivam vendo filmes de drama, e assim como eu, se identificam e tentam se expandir atravéz disso, eu aconselho a seguinte série:

Idade: 13 aos 16
Titulo: Thriteen – Aos Treze
Pode se descobrir: Na fase de transição da vida de criança para adolescente, as pessoas podem tropeçar pelo caminho que andam, querem crescer mais, se sentirem mais pessoa do que já são. Poderá ajudar a ver as consequencias de tudo que você pode perder, ganhar e por cima de tudo, se arrepender.
Trailer:

Idade: 16 aos 18
Titulo: Kids
Pode se descobrir: Continuando no caminho errado, essa é a consequencia, não tem mais volta.
Trailer:

Idade: 18 em diante
Titulo: Cruel Intentions – Segundas Intenções
Pode se descobrir: Cuidado com a vida intensa, mas aprenda a viver.
Trailer:

Eu concluiria aqui, até hoje, assim então, deixando de ser minha triologia de vida, hoje, acrescento…

Idade: 15 em diante
Titulo: Lost and Delirious – Assunto de Meninas
Pode se descobrir: O amor pode ser mais dificil que nós imaginamos, mas seja bravo, como um guerreiro, como um falcão!
Trailer:

Ai está, mas aviso de imediato, as idades colocadas não são suas verdadeiras censuras, mas sim a idade que eu aconselho que seja visto, para que melhor interpretado seja ou na somente seguindo a sequencia, assim será mais facil de se compreender por fases.

AVISO:
Todos os filmes contém cenas fortes, tenha certeza para quem vá mostrar.

Lost and Delirious like a Falcon. See Ya!

Comentários»

1. Guilherme - setembro 28, 2006

wow….
concordo cada palavra contigo..

mt bom o post.. os vídeos..

continua postando ai q ta mt bom!^^
flws dero

2. kioshi - outubro 2, 2006

Faltou só eu ver esse último filme😉

Mas a quantidade de episódios de Buffy que eu vi já me deixou tão ciente do quanto é difícil a transição para a vida adulta. E Angel (pena que acabou prematuramente) mostrava tão bem como realmente é difícil a vida adulta em si que era assustador, mesmo por trás das fantasias de vampiro e tal das duas séries.

Anyway… Gostei do post, mas a vida é linda demais em tantos aspectos que, se você descobrir onde você tá e o que você tá fazendo aqui, essas partes ruins parecem apenas lombadas na estrada😉

[ ]s do seu amigo kioshi

3. Jin - outubro 21, 2006

hmmmmmmmmm

pós contemporãneo


Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: